quarta-feira, 21 de setembro de 2011

o vazio

Continua a haver dias em que tudo parece, ainda, irreal... Como se, de repente, houvesse a possibilidade de acordar e perceber que foi tudo um pesadelo.
Há dias em que parece que o vazio se apodera de mim. Nada faz sentido. Ser só eu é estranho. Outros há em que ser só eu, sabe bem. É nos dias de vazio que procuro os amigos (nos outros também!). Não ficar em casa a bater com a cabeça nas paredes. Não me deixar sentir com pena de mim. Afinal, não tenho nenhuma doença, tenho saúde, família, amigos, trabalho... As relações começam e acabam, não sou diferente dos outros.
Dei a volta ao mestrado com o tal vazio dentro de mim. Consegui dar a volta a todas as questões profissionais e não meti a pata na poça. Muitas vezes com um "nó" enorme...
O tempo tudo cura. Até este estranho sentimento de vazio! Sei que haverá um momento em que o vazio vai desaparecer de vez. Acho que ainda não foi o dia...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Cenas que te passaram pela cabeça, quando leste as minhas cenas!!