quinta-feira, 27 de outubro de 2011

finjo tão bem

Por fora transpareço uma coisa, por dentro estou na merda...
Hoje lembrei-me montes de vezes da minha casa, daquela que está vazia à espera de ser vendida... Ando numa espécie de negação. A minha roupa mais quente continua fechada em malas... Não tenho vontade de as abrir. Mas tenho frio... Não sei muito bem onde andam as botas... Os camper vão dando... Só preciso de ter cuidado para não escorregar! :) A tese está parada e não me apetece. Domingo à noite tenho de enviar o projeto final à orientadora. Devia deixar de fumar, péssimo vício a que voltei depois de... Hoje não me apeteceu ir ao ginásio, mas devia. Amanhã vou fugir, com o pretexto de ir visitar clientes. É um dois em um... Os meus senhorios hoje atestaram o depósito do gasóleo do aquecimento central e estou a conter-me para não o ligar... Ainda me obrigam a pagar renda! Este inverno não tenho quem me aqueça os pés... Em dezembro quero fugir, mas não sei para onde... Preciso de sair daqui antes de dezembro... Como é, gaja, há dormida para mim na Maia? Amanhã vou levar o raio x e as análises à médica de família... Problema físico não é, por isso é da idade, ou da cabeça... Ou do stress... Tenho saudades não sei bem de quê... Os amigos, amigos estão longe, demasiado longe... Há amigos que não voltei a ver... Porque vê-los significa encarar recordações, que não sei se me apetece...
Resumindo e concluindo: há dias que mais valia enfiar a cabeça na areia e amanhã é outro dia!! E, como hoje disse, não posso dizer que estou mal, porque, verdadeiramente, não sinto que o esteja... Só há dias em que a cabeça não pára... Só isso! Mas que raio?! Onde é que tenho o on/off????

5 comentários:

  1. O off... queria tanto saber onde é o botão do off...
    Palavras para quê? Compreendo cada uma delas que aqui escreveste.

    ResponderEliminar
  2. Revejo-me em parte neste post, mas, fui eu que optei por mudar... Abandonei Cbr, amigos, faculdade e quem mais amava, tudo para ñ a obrigar a alterar a sua vida, o curso que lutou e para ñ ter de me cruzar com ela! Foi difícil e por vezes encontro-me a pensar se a minha vida teria sido diferente, se conseguiria chegar onde cheguei... Em parte devo a ela, pois virei um viciado no trabalho para tentar ñ pensar naquele sorriso lindo, na conversa sentado na soleira do jipe ou no adeus! Enfim, acabei agora por me lembrar do que pensei já estar enterrado! Dscp este desabafo e obrigado por me lembrares que ainda estou vivo...

    Kiss**

    ResponderEliminar
  3. :$
    Lembrei-te que estás vivo?... Fiquei sem palavras...

    ResponderEliminar
  4. **** e bom fim de semana!!! Aproveita ao máximo :-)

    ResponderEliminar

Cenas que te passaram pela cabeça, quando leste as minhas cenas!!