domingo, 18 de novembro de 2012

em jeito de comentário que fiz num post sobre divórcio

É parecido com fazer o luto, mas a pessoa está viva. É o luto da relação. É arrumar tudo na cabeça, nas devidas gavetas e olhar para a frente.
É arrumar a vida em caixotes. É virar a página.
Chorar o dinheiro gasto no casamento? Não. Porque um dia aquilo tudo fez sentido na vida.
O vestido? As fotos? As prendas? Ficam dentro do caixote.
Os planos a dois? Desaparecem!
O "foi melhor assim" e a "vida continua" são mesmo verdade.
O mudar o relacionamento no facebook? Fácil: não é preciso ter lá se és casada, se estás numa relação, whatever.
A família? Não se perde tempo a falar de quem já não está.

Porque há um dia na vida em que acordas e percebes, definitivamente, que aquela foi a melhor opção que poderias ter tomado.

5 comentários:

  1. Engraçado que primeiro li o teu post e só depois li (por coincidência pois também sou seguidora) o que originou este.
    O divórcio é realmente isso tudo que disseste, para mim perceber que todo um projecto de vida tinha terminado foi extremamente complicado. E dizer isto é pouco para aquilo que foi (mas isso já tu sabes porque já me vais conhecendo).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu fui lá parar por acaso.
      As palavras foram saindo e achei que o meu comentário dava um post.

      Há coisas que não precisamos de escrever, para nos percebermos uma à outra! ;)

      Eliminar
  2. Mais vale aceitar, erguer a cabeça e seguir em frente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse é mesmo o caminho, para o fim de qualquer relação.

      Eliminar
  3. Absolutamente!
    Quando percebemos que não há mais nada a fazer, é levantar a cabeça, enxugar o nariz e seguir em frente.

    ResponderEliminar

Cenas que te passaram pela cabeça, quando leste as minhas cenas!!