quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Jack, ainda cá vens?! Recado para ti...

Só me apetece agarrar no telefone e insultar-te.

Agora, depois de confirmar uma suspeita, só me apetece gritar-te que és um cabrão de merda, porque a culpa é tua.

Mas quem me mandou a mim ser parva, acreditar que sim, que era possível, apesar de todos os mas, e recusar os convites que recebi? Quem, quem me mandou acreditar em ti, em nós? Ahhh... Espera, o meu coração, esse idiota.

A culpa é tua! E minha, que também lá estava...

Momento agri-ressabiada... Um bocado mais leve agora.