terça-feira, 30 de dezembro de 2014

mil, mil posts

aqui está ele: milésimo post. 3 anos e qualquer coisa depois de ter começado o blog.

ficamos por aqui. pelo milésimo.

em 2015 há mais!

feliz ano novo.

999.º

afinal, com jeito, isto ainda vai ao milésimo post em 2014...


segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

em 2015, nesta casa...

de cada vez que se realizar um jantar, ninguém sai sem que as garrafas fiquem vazias.

não se vai estragar...

balanço de 2014

nos últimos dois anos tenho feito uma espécie de balanço aqui no blog.

este ano não me apetece.

2014: o ano em que soube que vou ser tia.

2015: agri-sobrinho/a verá a luz do dia.

é isto.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

é pequenina mas faz barulho

tenho esperança que os meus vizinhos consigam ouvir...

obrigada, agri júniores, este natal surpreenderam-me.

isto do natal é muito bonito e tal

ontem, enquanto preparava o jantar, dava orientações (vá, ordens) do género "abre a mesa da sala", "junta 8 ovos e mexe", "agarra na varinha mágica e passa a sopa", "chega aqui baixar o lume que agora não posso largar isto", "traz guardanapos", partia copos antes de começar a beber, aspirava vidros, tirava selfies com os meus irmãos e deixava torrar um bocadinho umas cenas, enviava fotografias pelo whatsapp, falava ao telemóvel, andava perdida sem saber o que ia fazer ou buscar ou à procura de coisas que afinal a minha mãe não tinha em casa...

dei por mim a dizer "odeio o natal."


mais um

e o natal de 2014 já passou à história.


segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

no dia em que morder a língua...

vou ali tirar uma fotografia ao lado da árvore de natal (que não fiz, mas arranja-se uma qualquer), postá-la no facebook e desejar feliz natal aos meus amigos...




domingo, 21 de dezembro de 2014

que tipo de pessoa é esta?

panela de sopa feita há cerca de meia hora.

prato e concha na mão. serve-se.

abre o microondas, coloca o prato da sopa, programa a máquina, que começa a funcionar entretanto. dois segundos depois, cai-lhe a ficha...

sábado, 20 de dezembro de 2014

sítios pouco recomendados*

urgências.

a uma sexta à noite.

dos huc.



* nem à sexta, nem a nenhum dia. pelas razões óbvias.



segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

conversas

a propósito de um jantar de natal na próxima sexta, para o qual fui convidada. 

depois da saga de 2013...

- eu não vou levar óculos. assim só vejo o que quero. eheheh.

- eu vou de lentes!!!! para ver tudo e depois contar-te!!!


edit: bolas! mas quando olho para o post não percebo que a última frase tem um link... 




alegrias do aquecimento central

cheira-me que 2015 vai começar com uma fatura da GalpOn daquelas bem grandes.


quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

a primeira vez

e bebidas alcoólicas hoje?

não.

pode seguir. boa tarde.

assim, sem soprar no balão? nunca soprei...

já é a segunda a dizer isso hoje. venha lá, então!




segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

a linha que separa a minha vida do blog

há muitas coisas sobre as quais poderia escrever no blog, mas não quero. porque, realmente, há uma linha que separa o blog da minha vida.

isso ou ando mesmo sem vontade de escrever...

pelos vistos, é mal geral.

concluindo e resumindo: parece-me que este blog não chega ao milésimo post em 2014.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

a necessidade de falar em código

"e quando é a entrega da encomenda?

meados de junho."

probabilidade de agri-baby-sobrinho(a) ser gémeos como a tia: muita!

e sim, aquele diálogo é real. aconteceu hoje ao almoço. intervenientes: eu e o pai da criança.

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

há gente doente (da bola)

primeira discussão, ainda com a novidade muito fresca...

Maxi(miano)

Vitória

Maria da Luz

48h depois da confirmação, quando ainda toda a gente está a recuperar. não se podia esperar outra coisa que não palhaçada!

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

sou só eu?

tenho um kit mãos livres no carro, com um comando próprio.
 
de vez em quando gosto de fazer diferente: chamar nomes ao parrot porque o volume não está a diminuir, só porque eu carrego no comando do rádio...

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

conflito de gerações

devia começar a listar todos os "mimos" que a minha avó me dirige... mas também teria de vos contextualizar, para perceberem porque se tratam de mimos. vou pensar nisso. na contextualização.

"és uma revoltada por eu estar cá em casa dos teus pais."

depois explico.

e não me massacrem, porque eu sou uma revoltada.

terça-feira, 4 de novembro de 2014

do alemão que dá cabo da cabeça às pessoas

na cabeça de alguém:

A pen está lá, a luz está ligada... oh, foda-se, mais esta agora... merda de computadores nesta escola. puta que pariu. bem, vou tirar a pen e voltar a colocar. nada? ó que merda. como é que vou levar isto para casa? dropbox? mas que caralho... porque raio é que a puta da pen tem a luz ligada? bem, deixa-me experimentar uma das portas usb lá de trás. 

A pessoa puxa o cpu, olha para o écran do pc do lado e "dispositivo pronto a ser usado".

cpu errado.

mania de terem 3 computadores a seguir uns aos outros.

domingo, 2 de novembro de 2014

das decisões que custam a sair

já há uns meses que andava com uma ideia na cabeça.

não gostei da maneira como fui recebida há uns anos, numa família. não gostei da forma como me trataram e, algumas vezes, ignoraram. não gostei do afastamento entre irmãos, como se de estranhos se tratassem. estranhei muita coisa. principalmente, porque eu e os meus irmãos não éramos, nem somos assim. mania de "avaliar" os outros por aquilo que eu e os meus somos.

e como eles já namoram há uma data de anos, decidi e disse-lhes ontem, aos meus irmãos, o que queria fazer. às duas, às namoradas de cada um deles. porque não quero que elas sintam o que um dia eu senti. 

foi dado o pontapé de saída, finalmente.

é claro que não lhes vou fazer a vida negra! já fiquei do lado delas, a dizer mal dos gajos... 

2015

ontem recebi uma notícia que vai mudar a vida da minha família.

;)


há dias assim...

domingo, 9:30 da madrugada...

aspiradores. barulho.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

não (me) lembra

este fim de outubro e com estas temperaturas, não lembra castanhas assadas, nem broinhas dos Santos.

muito menos o Natal.

domingo, 26 de outubro de 2014

das surpresas...

este fim de semana surpreendeu-me mesmo.

e o que foi melhor? o inesperado, o não estar à espera que ele o fizesse. mas mesmo nada à espera.

a pergunta que paira na minha cabeça: quando é que o conseguirá voltar a fazer?

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

terça-feira, 21 de outubro de 2014

outubro

está a parecer-me demasiado comprido. arrasta-se e nunca mais acaba.

coisas que me podem dizer à vontade...

"tenho uma surpresa".

eu não me fico a roer de curiosidade...

(passada meia hora)

"que surpresa é que tu tens?"

"o quê?"

parece que tenho de esperar até sexta.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

passwords

tantas... email, mais email do blog, mais email do trabalho, da empresa, da escola.
do portal das finanças, da dropbox, da Ordem, do banco, do banco da empresa, mais as dos clientes que tenho na cabeça (mas que já me safou!), mais das lojas online não sei de quê...

preciso de sacar uns ficheiros da dropbox do trabalho... já estou a inspirar profundamente. aí vou eu.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

16 de outubro de 2014

16 meses depois de o ter...

fiz-lhe uns riscos no porta bagagens. uns devem disfarçar com massa de polir. já um outro, não sei. encarreguei agri-júnior 2 de o levar ao pintor e ver o que se pode fazer. 

a boa notícia: não amassou. nem estraguei bens a terceiros. mas a merda do risco maior é fundo...

um dia destes enjoo


Não só desta, mas do álbum...

sabem aquelas pessoas que andam à nossa procura...

... e deduzem que não estamos porque o nosso carro não está na rua, junto ao escritório?

tenho saudades...

dos dias em que descansava do trabalho com a vila diesel...

terça-feira, 14 de outubro de 2014

navegação à vista

hoje o fim de tarde acabou por ser mais complicado do que estava à espera.

amanhã, dois blocos de aulas.

22:43 da noite...

preparar um exercício sobre os conteúdos de hoje. esperar que amanhã corra bem.

por enquanto, corre bem. acho que tenho jeito para aquilo.

apesar de cansada, ando contente!

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

estavam a ouvir isto




A acabar de chegar ao piso onde ia dar aulas, estava um grupo de telemóvel na mão.,.


"É pá, isso é quase tão velho como eu!!"

terça-feira, 7 de outubro de 2014

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

I call it magic when I'm with you




em modo "preparação de aulas"

estou a arranjar lenha para me queimar!

a primeira parte do módulo é um bocado SECA. um bocado grande. se até a mim me dá sono, compreendo que a adolescentes e pré-adultos também dê.

para os motivar (ou não, sei lá), estou a preparar um jogo para amanhã, com os conteúdos secantes.

mas... jogo? equipa vencedora? ó pá... acho que me vou lixar! 

e como a cabeça não pára: as equipas serão as mesmas até ao fim do módulo. a que juntar mais pontos leva um prémio. assim fico com tempo para pensar. 

é oficial: vou lixar-me.

há esperança...

criança de quase 27 meses, domingo de manhã. dormiu até ao meio dia.

mãe e tia de coração agradeceram.

mãe disse mal da vida à noite. tia sozinha em casa.

(e continuo sem ouvir a mini do andar de baixo)

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

da mini vizinha do andar inferior

o meu vizinho, o tal que apoiava a Alemanha no Mundial, perguntou-me em que quarto eu dormia e ficou muito preocupado quando disse qual era. fartou-se de pedir desculpa se a mini vizinha chorasse durante a noite. quando fui vê-la, ela e a mãe estavam num outro quarto, que não fica por baixo daquele em que durmo.

ora, a mini veio para casa na 2.ª feira, ainda não acordei durante a noite com ela a chorar. será que eles resolveram mudar de quarto?


eu e uma das agri-primas

de cada vez que ela cá vem a casa, acaba sempre da mesma maneira... as duas com os copos.

ainda bem que ela está lá para a África e só cá vem uma ou duas vezes por ano.

próximo jantar: lá para o natal!

e ninguém se demite?

regra deste blog: não falar de política.

regra a quebrar.

o citius está em estado de sítio há mais de um mês.
 
há putos que a 3 de outubro continuam sem professores.
 
a ministra da justiça até já pediu desculpa.
 
o Crato diz que está tudo bem... nota-se.
 
espera, agridoce. foram demitidos uns técnicos quaisquer, entretanto...

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

a sério, mesmo? 26? não devem ver bem!

então e quantos anos tem?

achas mesmo que te vou dizer?

30?

28?

32?

26? (quantos?)

diga lá.

algures por aí.

33?

algures entre 30 e 40.

mas diga lá.

já disse.

depois disto foi o 32 que mais se ouviu.

Fez bem ao ego.


estou cheia de sono

em bom estado para enfrentar as feras depois de almoço...

ou não.

terça-feira, 30 de setembro de 2014

terça-feira, 23 de setembro de 2014

domingo, 21 de setembro de 2014

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

do post de ontem

embora sejam poucas horas, a verdade é que me permitem voltar a fazer uma coisa da qual percebi que gostava.
 
supostamente deveria começar já, imediatamente, assim... hoje! lá expliquei que estava de férias marcadas e que só poderia daqui a uns dias. ok, não tem problema.
 
ontem fui lá. reencontrar colegas, pessoas contentes por me verem e perceberem que ia voltar. gargalhadas com a malta do costume. trazer materiais para começar a preparar as aulas. leitura das férias: manual do módulo. 3 horas e meia de viagem deve dar para alguma coisa.
 
estou lixada. (isto passa.)

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

o bom filho à casa torna...

ainda não estou em mim...
 
acho que vou voltar a dar formação! acho que vou voltar a enfrentar adolescentes...
 
estou contente: "temos boas referências da agridoce".
 
as discussões todas do passado valeram a pena!!

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

chuva e sandálias

hoje, logo pela manhã, tive consulta no centro de saúde. a distância de minha casa até lá é como atravessar do vasco da gama para a estação do oriente ou ir de S. Bento aos Aliados.
 
saí de casa de sapatilhas (meias, portanto) e camisola de algodão de manga comprida. senti calor na rua, dentro do centro de saúde e novamente na rua. fui a casa, vesti uma t-shirt e calcei umas sandálias. estava sol e o céu azul.
 
15 km depois, saio do carro e... fresquinho, céu embrulhado.
 
e vai chovendo...
 
não estou preparada para calçado fechado. dramas.

terça-feira, 16 de setembro de 2014

eu e as chaves

ontem ao chegar a casa, como quase sempre, fui ver a caixa do correio.

parece que não sou a única a deixar as chaves penduradas na caixa, a ir à minha vida e a andar à procura das mesmas como se não houvesse amanhã.
 
desde que vivo sozinha, as chaves suplentes que estão em casa dos meus pais já me safaram duas vezes. numa delas, o meu irmão fez 26 quilómetros só porque sim....
 
tenho um problema com chaves. por isso é que, às vezes, tenho saudades do cartão do meu antigo carro.

nunca mais é domingo


algures na Europa

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

desligada do mundo

durante praticamente 4 dias.

sem ver/ler notícias, com dias trocados pelas noites, com experiências novas, com gente de sempre, com amigos dos amigos. gargalhadas, olhares, directas e indirectas. filmes e aventuras. 

com memórias de um fim de semana que ainda vai dar muito que falar.

a precisar de umas boas noites de sono. 

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

vizinhança

metade do prédio, sim, metade, tocou à campainha para avisar que tinha o vidro do carro aberto.

eu só deixei o carro a arejar um bocadinho, pois ia voltar a sair.

será que para a próxima avisam? bem, a vizinha de baixo é repetente...

acho que já perceberam o que a casa gasta!

terça-feira, 2 de setembro de 2014

com este já só faltam

64 posts para os 1000.

com sorte ainda é este ano.

facebook (again)

sabem aquelas pessoas que não conhecem de lado algum, mas ainda assim recebem pedido de amizade delas?

no meu (próximo) casamento vou exigir que os presentes não partilhem fotos desse momento. não vá dar uma coisa (má) a alguém.

e quando o pedido de amizade é feito por alguém com quem namoraram há uns mil anos atrás? e essa pessoa cruza-se convosco na rua e vira a cara ao lado? 

o simples facto de eu dizer bom dia a alguém, de ter amigos em comum com essas pessoas não são sinónimos de aceitar esses pedidos de amizade.

sim, aquela frase ali no meio foi de propósito. é claro que não vou casar. outra vez.

setembro

não sinto que seja um mês de recomeços e de regressos.

da falta de tomates para tomar uma decisão para a puta da vida

alturas houve em que a ex-mulher era o motivo pelo qual não tomava decisões para a vida profissional.

alturas houve em que a ex-mulher era o motivo pelo qual ele não emigrava.

3 anos depois... gostava mesmo de saber de quem é culpa, pois a nível profissional parece que está na mesma. se é que não está pior.

p.s.: não, não é um post ressabiado. é um post escrito por alguém que sempre incentivou que opções drásticas fossem tomadas, alguém que sabia que era preferível um ano a 300 quilómetros de casa ou mais a estar sem trabalho.
ainda falta mais este esclarecimento: a culpa de todos os males do mundo (e arredores) era minha e dos outros...







domingo, 31 de agosto de 2014

estado...

depressivo pós-férias...

3 semanas, agri, 3 semanas. são só 3 semanas. daqui a 3 semanas a esta hora já lá estás.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

no momento em que fiquei sentada na beira da avioneta...

ouvi "joelhos para trás, agridoce!" e sem dar conta... sabem quando estamos a adormecer e, de repente, parece que vamos cair? Foi essa sensação.

Lembro-me de ter pensado "já cá vou". gritei que nem uma tola! não sei explicar o que senti, mas foi muito bom!

desafiaram-me...

ele desafiou-me há uns dias.  até podia ser da série "coisas sobre mim".

vamos a isto.

O que você não sai de casa sem?
As chaves de casa! 

Qual seu animal favorito?
Cão.

Qual seu sapato favorito?
Desde que seja raso e confortável... botas, chinelos, sandálias, sapatilhas. 

Produto de maquilhagem indispensável?
Protector solar conta?

Qual seu maior sonho?
Ser feliz. 

Qual o seu maior defeito?
Defeitos? Eu? Sei lá... Teimosa.

O que te irrita nas pessoas?
Estarem sempre a queixar-se de tudo e de todos, nunca coisa alguma estar certa e a culpa ser sempre dos outros. E fazerem alguma coisa para mudar, não? Claro que não, os outros é que estão mal.

Qual sua comida favorita?
Não consigo decidir... É mais fácil perguntarem-me o que não gosto.

Doce ou salgado?
Doce, claro.

O que te deixa feliz?
Tanto pode ser o sorriso dos meus sobrinhos (de coração), como uma sms, um abraço... como confiarem em mim para abrirem o coração e eu saber que posso fazer o mesmo. Um "gosto de ti, sabes?" vindo de uma certa pessoa...

Parece que agora tenho de desafiar 5 pessoas. Então e se não desafiar, acontece-me alguma coisa? Não. Ficamos assim!


domingo, 24 de agosto de 2014

domingo, véspera de segunda

esse dia da semana tão mal amado...
devia ser sempre como hoje: amanhã não é dia de trabalho.

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

sobrevivi

Queda livre a 240 km/h. brutal!

já deve ter sido

à hora que o post for publicado, se não houver nenhum cancelamento de última hora (se houver e se estiverem a ler isto é porque não consegui vir apagar), já me atirei de uma avioneta, presa a um marmanjo qualquer, os paraquedas não falharam e é provável que ainda esteja a recuperar da emoção. 

esta já é a 4.ª marcação. as anteriores foram canceladas por causa do mau tempo.

52 segundos de queda livre...

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

terça-feira, 19 de agosto de 2014

há 18 anos

a noite estava mais quente do que a de hoje.

ali pela hora do fim de jantar, o telefone tocou. 

hoje faz 18 anos que o meu avô materno morreu.

se fosse vivo, teria 104 anos. sei que, em algumas coisas, via mais à frente do que as pessoas da sua época. noutras era bastante conservador e rígido. morreu vencido pela doença.

hoje: saudade, sorrisos provocados pelas memórias que vivem em mim. agridoce o dia, portanto.

domingo, 17 de agosto de 2014

receitas

quando vi na capa "Gin e acepipes", os meus olhos fixaram-se no gin. a revista veio para casa.

ontem comentava com a BF: "tu já viste a proporção de gin para água tónica?!"



depois de a criança já estar deitada, a garrafa saltou do sítio, pois o gin estava prometido há muito. o resto foi coincidência.

a minha proporção não foi 5cl de gin e 20 de água tónica... aquilo deve ser gralha, de certeza.


o fim de semana com a criança

os vizinhos de cima saíram ontem e ainda não voltaram. coincidência, claro!

em compensação, hoje acordei com os gritos da mini gaja.

a casa está preparada para crianças. menos as varandas. tudo tranquilo: zero quedas, zeros objectos partidos, zero galos na testa!

cada vez desconfio mais...

... das fotografias da família feliz e sorridente, dos posts sobre fins de semana a dois sem filhos e mais uns quantos posts com fotografias do sítio escolhido, das fotografias dos rebentos que já cantam, já falam, saltam, dançam, cagam, vomitam, estão doentes, tão lindos, tão felizes que somos and so on.

... das fotografias da minha vida tão espectacular porque fui ao sítio x e ao y, e fiz isto e aquilo e mais aquilo, e estou tão feliz, olhem para mim... e que vida tão espectacular que eu tenho.

há uma linha que separa o facebook da minha vida, daquilo que eu quero partilhar e dar a conhecer..já há muito tempo que tenho a sensação há pessoas que não sabem onde está essa linha.

deve ser só impressão minha.


quarta-feira, 13 de agosto de 2014

cenas dos próximos episódios

esta casa vai receber uma criança de 2 anos.

na minha cabeça passam filmes de gritos e correrias para dar cabo da paciência à vizinhança...

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Robin Williams

Apercebi-me da notícia da sua morte ainda ontem à noite.

Puta da depressão, pá...

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

coisas sobre mim

Há uns anos tive de tomar uma decisão na vida, que fez com que engolisse sapos, muitos sapos.
 
Não tenho horários para cumprir, pude meter-me numa pós-graduação, num mestrado, dar formação sem ter que dar justificações a ninguém. Não aturo patrões mal dispostos, giro o meu tempo e o trabalho aparece feito. Faço contas à vida, giro a empresa.
 
Há dias em que apetece mandar tudo à merda e mudar de vida.
 
Pronto, já passou...
 

terça-feira, 5 de agosto de 2014

sou do tempo em que (n)as noites de agosto...

mesmo com as janelas abertas, não havia corrente de ar.

o chão da varanda da casa dos meus pais escaldava de tão quente que estava.

queríamos dormir, mas o calor era tanto que não se aguentava.

dormia todas as noites com a janela aberta.

as luzes estavam todas desligadas para não fazerem (mais) calor.

são frescas e tenho de fechar as portas porque me arrepio, com a corrente de ar.

o lençol e a colcha ainda ficam na cama e não vão parar ao chão.

a mantinha está aqui ao lado no sofá e, ontem, por exemplo, soube bem.

durmo com a janela do quarto fechada.

no meu tempo não era nada assim...




segunda-feira, 4 de agosto de 2014

conflito de gerações #1

as circunstâncias da vida levam a que a minha avó esteja em casa dos meus pais há algum tempo.

é do tipo de pessoa que é uma infeliz, porque os outros é que estão bem, porque é a única a ter problemas de saúde, porque isto, aquilo e olha que agora chove, que chatice, e está frio e a minha mãe não tem paciência, e os netos fazem o que querem e não há ordem naquela casa e somos todos uns malfeitores e passámos e, ainda, passamos a vida a dar problemas aos nossos pais.

estava eu a contar, ao almoço, que foi preciso chegar a agosto de 2014 para apanhar uma molha descomunal, daquelas de fazer o caminho para o carro por etapas, mas mesmo assim chegar com o cabelo a escorrer, as sabrinas encharcadas, a roupa idem, idem. 

agri-júnior 2 (irónico, a picar a velhota): tivesses ficado em casa, o tempo que foste para a festa.

avó: se vocês ficassem sossegados em casa, isso não vos acontecia e dormiam em condições.

troca de olhares e sorrisos.

ainda bem que já não vivo em casa dos meus pais. prevejo tempos difíceis, os que estão para vir.

os vizinhos de cima estão de férias

não há puto a chorar, nem a berrar para marcar posição.

não há correrias, nem marteladas no chão. nem brinquedos a bater nos radiadores.

há sossego.

na verdade, acho que nem tenho muita razão de queixa.

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

ninguém estava à espera, pois não?

"Gestão do BES, Banco de Portugal e Governo estudam apoio estatal"

deixem falir... olha que merda. outra vez?

e as empresas que andam aí com a corda ao pescoço?

Portugal deve ser um país rico e nós é que não sabemos...

quinta-feira, 31 de julho de 2014

andava à procura de outra coisa, acabei por encontrar isto...

... e como amanhã é dia de piscina é capaz de dar jeito, por causa de um dorzinha de ouvidos com que estou.

Fiquei parada a olhar para a caixa. Vá-se lá saber porquê!



terça-feira, 29 de julho de 2014

e agora ficas bem?

de cada vez que me fazes esta pergunta, a minha resposta é quase sempre "ficava melhor se...". 

e mesmo quando te respondo que "sim", na minha cabeça passa aquela resposta.

enquanto escrevo isto, olho para écran, penso em ti, no tanto que queria escrever agora, mas não devo e... recebo uma daquelas tuas sms. sorrio. sinto saudades tuas.

quando? e só eu e tu sabemos o significado desta (minha) pergunta. 

domingo, 27 de julho de 2014

ninguém merece

14:30, aqui 31º, céu limpo, calor...

Meia hora depois e 40 km a oeste daqui, o cenário era este:



Céu nublado (mal se nota), sol só mesmo atrás das nuvens e 20º. Ainda assim, foram 3 horas de praia. Nada mau.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

isto nem é à agridoce, mas...

A Guiné Equatorial na CPLP?

O que é que me escapa, além de não falarem português, não terem abolido a pena de morte, aquilo ser uma ditadura?...

Parece-me que ouvi qualquer coisa sobre petróleo...

quinta-feira, 17 de julho de 2014

a propósito da caldeira

para evitar andar de um lado para o outro, dado que o jantar hoje tinha de ser em família, só a amanhã de manhã é que vêm cá ver da caldeira.

calma! banho de água fria? nem pensar. banho quente em casa dos papás!! 

quarta-feira, 16 de julho de 2014

aaahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh

estou fodida da vida: acho que a puta da caldeira avariou.

já fiz reset e estou a ganhar coragem para ir abrir uma torneira da água quente...


coisas boas desta semana

o meu mano, agri-júnior 1, finalmente regressa a casa. foram praticamente 2 meses, coisa pouca. a verdade é que tenho mesmo saudades dele!

gosto mesmo disto...


terça-feira, 15 de julho de 2014

segunda-feira, 14 de julho de 2014

relativizar

O Fernão de Magalhães andou a largar peças. Domingo, 9 da manhã, duas gajas a olharem para a televisão, depois a olharem uma para a outra e em coro "Oh, foda-se."

Também parece que se farta de ir ao Brasil e a Luanda. Vi agora nas notícias.

Oh, foda-se.

Levou um reactor novo.

Assim sendo, quero o Fernão de Magalhães a trazê-lo do Rio e a levá-lo para Luanda, se faz favor.

fim de semana

"Puta calculista."
Naquele contexto, dito por aquela pessoa... Sim, era um elogio.

"És uma mulher bonita."
Tenho alguma dificuldade em lidar com elogios destes... Finjo que não ouço.
 
Falta muito para o próximo fim de semana? Preciso de descansar do fim de semana.

quinta-feira, 10 de julho de 2014

quarta-feira, 9 de julho de 2014

nas últimas 24 horas tive visitas do Brasil

e não foi aqui que partilhei coisas atrás de coisas, sobre aquela desgraça que se abateu ontem sobre o Brasil.

imagino se tivesse sido.

por isso é que são minhas amigas, provavelmente

em vez de me travarem, de dizerem "não, não vás por aí, vai antes por ali", ainda dão palavras de incentivo...
 
isso e sms e telefonemas com insultos.

quinta-feira, 3 de julho de 2014

coisas soltas

amanhã faz 1 ano que fui jantar à pizzarte com eles, com passagem pela Praça do Peixe.

andava eu preocupada com as análises e eco, e, afinal, foi outro exame a trocar-me as voltas. alguém já disse que o problema é estar apaixonada. sim, sim...

semana com 2 funerais. chega.

série de noites seguidas às voltas na cama, sem conseguir adormecer. manhãs de luta com o despertador e com os lençóis que não me deixam sair da cama.

amigo internado no hospital desde domingo, sem previsão de alta.

mano longe e prestes a fazer anos.

prima prestes a fazer anos.

foda-se, mas eles vão fazer aqueles anos todos?

mini gaja muito perto do 2.º aniversário.

já?

hoje disse à BFF que andamos sempre a adiar decisões e a vida, a deixar escapar o que nos faz felizes e depois... só merda, más notícias. 

amanhã é sexta.




segunda-feira, 30 de junho de 2014

da vida

estou para aqui com um nó no coração, no estômago... enfim, por todo o lado.
 
os últimos dias têm sido vividos com um misto de emoções e sentimentos.
 
e, de vez em quando, lá vem a vida (e a morte) lembrar-nos que não somos invencíveis, muito menos imortais. somos nada...
 
hoje o meu dia terminará no funeral... de uma criança.
 
Deus, eu não te costumo chatear... mas vê lá se podes, de alguma forma, dar conforto aquela família...

domingo, 29 de junho de 2014

se alguém os vir

não sei onde enfiei a merda dos óculos...

confesso que já fiquei a olhar para a roupa às voltas na máquina.

sábado, 28 de junho de 2014

há dias assim...

Levantar tarde, deambular pela casa... fazer os mínimos.

Sentir o que não quero sentir... Pensar que o melhor é arranjar companhia e dar uso ao cartão daquela empresa que tem um logotipo que parece um prato às ricas e ir ao cinema.

Mais logo, 2 bilhetes para o Homem Duplicado.

48?!

Isto está quase a chegar aos 50 seguidores...

sexta-feira, 27 de junho de 2014

uma das coisas realmente boas desta semana

Na 3.ª feira estava a chegar ao escritório e vejo que o meu vizinho de cima, o louro de olhos azuis, caminhava na minha direção.
 
Disse-lhe bom dia e esperei. Assim que se aproximou de mim e, estando eu a jeito, deu-me um abraço, assim daqueles bem apertadinhos, com os dois braços à volta do meu pescoço.
 
Este meu sobrinho emprestado está cada vez mais giro e querido, do alto dos seus 2 anitos! Não abriu a boca, mas aquele abraço...

quarta-feira, 25 de junho de 2014

há sempre uma primeira vez para tudo

À (minha) frase "isto nunca aconteceu", a resposta foi:
 
- "Aprendemos a andar quando somos pequenos e, ao longo da vida, também caímos. Há sempre uma primeira vez para tudo."

Ui... Alguém não gostou que me tivesse queixado.
 
Pois há, há. O gajo até tem razão, mas não foi ele que saiu de lá com dois pensos, um em cada braço. Não foi no braço dele que espetou a agulha e não acertou com a veia.



quinta-feira, 19 de junho de 2014

quarta-feira, 18 de junho de 2014

serei só eu?

Hoje estava a espreitar o facebook e vejo que uma das minhas vizinhas acabara de postar uma fotografia da filha mais velha.
Até aqui tudo mais ou menos bem...

O que é que me caiu mal? A cachopa tinha acabado de ser operada e a mãe achou que devia postar no facebook uma fotografia da filha, deitada numa cama de hospital, ainda sob o efeito da anestesia.

Isto caiu-me tão mal, mas tão mal... E ainda me surpreendi quando dei conta que aquilo tem carradas de comentários, de outras mães, a desejar rápidas melhoras...

Anda tudo doido ou sou eu que ando alienada da realidade?!

segunda-feira, 16 de junho de 2014

cenas

eu, despistada, até já tinha comentado com agri-mãe que a coisa estava a correr bem, desde que estava a viver sozinha.
mas valia ter estado calada.
no espaço de mês e meio, duas barracadas. hoje foi a segunda, que obrigou a uma vinda propositada aqui ao palácio para me safar.

quinta-feira, 12 de junho de 2014

atravessa-me a mente nos últimos dias

tatuagem.

sim ou não? estou doida? onde? o quê?

colegas de curso e licor beirão

Tenho colegas de curso que trabalham em bancos e alguns deles são gestores de empresas. Meia volta recebo telefonemas a pedir ajuda com coisas que lhes chegam às mãos, que são da área à qual me dediquei.

Há pouco, recebo telefonema inesperado. Um dos meus colegas telefonou a outra colega, pediu ajuda e ela deu-lhe o meu número e as indicações todas que havia a dar.

Depois de perceber com quem estava a falar, foi mais ou menos isto:
- agridoce, a valer uma garrafa de licor beirão...

Tenho de começar a mudar o pedido.


quarta-feira, 11 de junho de 2014

faz sentido?

Carro na garagem. Garagem, não é aparcamento.

Portão fechado.

Carro trancado e fechado. Nem os vidros ficam abertos.


quinta-feira, 5 de junho de 2014

ideias (parvas)

Desde manhã que estou a tentar falar com um amigo: telefonemas e sms. Nada.

A última sms que enviei dizia "vou atirar-me da ponte abaixo." Sem sucesso.

Há pouco estava a falar com o agri-gajo e disse que já sabia qual era a próxima mensagem.

É capaz de resultar... Já que ele foi o tal que andou a sonhar com isso.

quarta-feira, 4 de junho de 2014

misturem tudo, que não me apetece escrever muito

irmão.
país do mundial.
proposta de trabalho.
foi.
facebook.
fotos.
sacana do puto.
dor de cotovelo.
fim do mundial: regresso.
cachaça. havaianas.
livra-te de vires de mãos a abanar.

eu achava que sim...

... que junho ia trazer-me dias (mais) calmos.

Onze da noite e eu a ler coisas que não interessam nem ao menino Jesus (não é aquele que acardita!), mas a mim, pelos vistos, interessam...

Descanso: precisa-se com urgência.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

diálogos em família

- Então e levas que mala?
- O trólei.
- Não levas a vermelha grande?
- Não.
(...)
- Tens de me trazer havaianas. Ficas com espaço no trólei? Quero umas slim, mais umas sandálias...
- Manda para o mail.
Chega outra personagem e diz:
- Traz mas é cachaça!!
- Isso: havaianas e cachaça!

E ainda não bebeu nenhuma caipirinha!

terça-feira, 27 de maio de 2014

quarta-feira, 21 de maio de 2014

curiosidade

depois de ler isto, quantas pessoas (adultas, não as crianças) conseguiriam ter 100 pontos no exame nacional de matemática do 4.º ano?


este condomínio

é maioritariamente benfiquista. o vizinho do sporting viu-se sozinho na reunião.

os gritos do vizinho de cima foram assunto da reunião. percebi que na outra ala há outro vizinho que ainda acorda a chorar muitas vezes durante muitas noites: sorri para o "meu" pequenino e disse-lhe "gosto tanto de ti!". foi nesta altura que me falaram do "entalanço" em que vou ficar daqui a uns meses...

então e quanto é que vamos pagar? baixou a quota? sim! ok, contas aprovadas, siga!

assuntos do condomínio: 20 minutos deve ter sido muito... galhofa, conversa e muitas gargalhadas: mais de 1 hora!

eu não devia ouvir isto enquanto conduzo # 2




Tantas vezes a ouvi, sob o céu estrelado do alentejo...


terça-feira, 20 de maio de 2014

segunda-feira, 19 de maio de 2014

eu não devia ouvir isto enquanto conduzo # 1


eu não devia ouvir isto enquanto conduzo - vai chamar-se assim

gosto de conduzir, de ter a estrada só para mim... de ser só eu, o carro e a música demasiado alta, tão alta que não me ouço a pensar.

tem dias (e noites) que uma das maneiras que encontro para acalmar é pôr o rádio no máximo e acelerar*... e há músicas que não deviam passar na rádio enquanto eu estou a conduzir. sim, a culpa é da rádio, que eu sei muito bem o que a casa gasta e só entram no carro se for pela rádio. 

*agri-acelera. tenho a fama e o proveito.

sabem aquelas pessoas...

... para quem nunca alguma coisa está bem, do tipo se chove é porque chove, se está sol é porque está sol, se é cinzento é porque é cinzento e não azul, se é azul é porque é azul e não cinzento?

... para quem está tudo mal, mas o mal está sempre nos outros e nunca nelas próprias?

... que dão cabo dos outros porque esses outros fazem sempre tudo ao contrário?

telefonema de hoje, a reter:

- puta que pariu, parece o outro. a culpa é sempre dos outros, os outros é que estão mal...

- nunca te disse, porque não tinha de o dizer, mas muitas vezes pensei que o melhor era cortar o mal pela raíz. 

se alguém adivinhar as personagens... sei lá, digo a minha data de nascimento?!

do fim de semana

não foi só trabalho.
 
começou com uma caminhada noturna de 13 km, com chegada a casa perto das 2 da manhã. sábado tudo ok, umas dorzitas aqui e ali, nada de especial. meia manhã e toda a tarde dediquei-me ao trabalho.
 
à noite, bem era já de madrugada, apanhei o 50/50 na rtp1. raios me partam. conjugação de cenas na minha cabeça, mais semana de merda, mais filme: choradeira!
 
domingo, ainda na cama, lá por essas 11 da manhã: "ai que eu não me mexo...".
 
ontem à tarde, telefonema, que não deu para grandes conversas porque alguém estava a trabalhar: "olha lá, hoje estou que não me mexo! e tu?!". Pelos vistos não fui a única.
 
alguém se oferece para tarefas domésticas?

sábado, 17 de maio de 2014

coisas que eu faço a um sábado

trabalhar. aproveitar o silêncio, os telefones que não tocam, as pessoas que não aparecem...

avançar com coisas que tenho de terminar até 30 de maio, para poder ter o próximo fim de semana só para mim... para poder desaparecer do mapa numa tarde desta semana.

facebook

pessoa X está a sentir-se whatever e um smiley...

qual é o objetivo?

sexta-feira, 16 de maio de 2014

tem dias

que me apetece mudar de vida.
 
e no mês de maio isto acontece dia sim, dia não.
 
falta menos de uma semana para ficar mais velha. pqp.
 
maio: mês em que agri-júnior 1 recebeu proposta para trabalhar fora durante 2 meses. oportunidade irrecusável. agri-mana orgulhosa. já aconteceu alguma coisa boa.

domingo, 11 de maio de 2014

há por aí alguém que...

... tal como eu, se lembra de quando o Pedro Mourinho apresentava o Caderno Diário?

Parece que foi há séculos.

afinal não...

um dos vizinhos enfiou a carrinha na garagem, tem o portão comum aberto, o rádio ligado e está a aspirar a viatura...

e o preto mágico que precisa tanto de ser aspirado.

era mesmo isto que faltava

alguém na vizinhança a ouvir adele...

a sério? música para cortar os pulsos?

wtf #3

Contei ao agri-gajo aquilo do sonho.

Quando dei por mim, estava ele a debitar nomes que gosta...


alguém?

pode ir ver se a máquina já terminou de lavar, estender a roupa e, já agora, dar um jeito ao resto da casa?


sábado, 10 de maio de 2014

hoje foi dia de reencontros

Começou na faculdade onde fiz o mestrado.

Para além da companhia do dia ter sido uma das amizades que ficou do mestrado, encontrei no mesmo evento um dos colegas da pós-graduação.

Depois do evento, eu e a gaja do holter (se quiserem saber quem ela é, posts de fevereiro, março de 2013, da altura em que estávamos a acabar aquela coisa chamada tese) fomos dar nas tripas (post abaixo deste) e quem é que encontrei? Uma amiga do secundário!! A do casamento de agosto (também teve aqui post!).

Entretanto, no mesmo sítio, encontro uma das raparigas com quem fiz a formação para o CAP, com quem também me fiquei a dar bem, e que também conhece o casal do casamento de agosto (aliás, estivemos juntas no casamento e ficámos surpreendidas a olhar uma para a outra, do tipo "mas o que é que estás aqui a fazer?").

Às tantas disse a gaja do holter: "não estás a precisar de amigos novos?", que é como quem diz "vais fazer cursos só para conhecer pessoas!". Sim, ela e outra amiga minha (que conheci na pós-graduação e que até é minha vizinha, que vem cá a casa e eu a casa dela) criaram esta teoria!

não te queixes no dia em que fores à balança...

veneno bom, mas bom, para matar saudades...

não foi nem em Aveiro, nem na Costa Nova. soube bem e isso é que interessa.


p.s.: eu sei! a foto está ao contrário, mas o blogger já me está a deixar stressada...

sexta-feira, 9 de maio de 2014

estava eu aqui a pensar há mais de 1 hora

vou enviar uma sms ao agri-gajo. não cheguei a enviar.

agora o gajo liga-me com aquela voz de que se passa alguma coisa. e passa mesmo.

agora não me resta alternativa senão esperar por notícias e torcer para que seja nada...

quinta-feira, 8 de maio de 2014

...


wtf #2

Ontem, telefonema com um dos meus melhores amigos.

"Sonhei que tinhas ligado para dizer que estavas grávida."

Resposta à agridoce:

Fooooooooooda-se, também tu?!

não sei o que se passa

mas só tenho vontade de dormir...

já mandei cafeína para dentro e, ainda assim, continuo devagar, devagarinho...

terça-feira, 6 de maio de 2014

maio

precisava que fosse um mês maior...

precisava que um dos sites que mais uso a nível profissional funcionasse em condições... e não, não deixo tudo para a última hora.

precisava de estar mais perto dela e da mini...

precisava que a minha avó de 87 anos percebesse que tem uma depressão grave, que não desse cabo da minha mãe, que tomasse a medicação sem questionar todas as vezes porque é que está a tomar aquele comprimido, que não dissesse que a neurologista deu cabo dela, que metesse na cabeça que não está em condições mentais de decidir o que quer que seja, que o melhor era os filhos o fazerem por ela, que não inventasse problemas onde não os há, que fizesse a chantagenzinha psicológica com a minha mãe à minha frente, dos meus irmãos ou do meu pai... que o meu tio a viesse visitar, porque quem atura a choradeira é a minha mãe... preciso de me controlar para não discutir com ela e dizer-lhe das boas, que não aquecem nem arrefecem porque o meu irmão está farto de o fazer e vai dar ao mesmo... por um lado, ainda bem que já não estou a viver em casa dos meus pais... por outro, vejo a minha mãe a ficar louca...
 
precisava que o agri-gajo também estivesse mais perto de mim... mania de arranjar gajos que estão longe. não aprendo.
 
precisava de não fazer anos, que ando a bater (um bocado mal) com esse número tão redondo, precisamente a meio, que daqui para a frente isto só se aproxima dos 40... mas não deve ser nada.
 
tirando isto, está tudo bem.
 
vou mas é trabalhar.

segunda-feira, 5 de maio de 2014

e também já foi...

Se me aparecem à frente de mota, com um capacete suplente é porque querem que eu o use, certo?

agri-gajo ficou surpreendido. Achou que eu ia dizer que não, que não iria confiar nele.

Passeio à beira-mar para começar. Pronta para a próxima!

terça-feira, 29 de abril de 2014

wtf #1

A minha melhor amiga sonhou que eu estava grávida...



eu (muitas vezes) devia pensar antes de falar

Imaginem o seguinte diálogo ao telefone:

- Então onde andas?

- Olha, estou no sítio x, parada na berma da estrada à espera de um cliente.

sexta-feira, 25 de abril de 2014

ontem estava com vontade

Hoje já não.

Isto de ser dona de casa... 2 da tarde, uma máquina de roupa a lavar. Só isto...

quarta-feira, 23 de abril de 2014

estou tão contente!!!

Durante 8 semanas temos uma miúda de uma escola profissional a estagiar cá no escritório.

Acabou de me dar 28 anos!!!

O meu dia acabou de começar.

(e já falta menos de um mês...)

1.º pensamento do dia de hoje

Acordei e qual foi a primeira coisa de que me lembrei?

"Foda-se, pá. Enviei o IRS com o nib da conta que mandei cancelar."

Olho para os emails. A sua declaração de IRS foi validada. WTF, já? Enviada anteontem.

Primeira coisa que fiz quando cheguei ao escritório? Declaração de substituição.

Conclusão do dia: não é a primeira vez que estou a adormecer ou a acordar que tenho delírios destes... Preocupante: gaja que não desliga o botão.

terça-feira, 22 de abril de 2014

já me tinha esquecido que a minha melhor amiga de vez em quando passa por cá...

Hoje, uma boca que ela mandou durante o telefonema...

"Como é que sabes?"

Pelos vistos, meses depois, hoje lembrou-se e andou por cá. "E como eu conheço as personagens...", disse ela.

Mais uma conversa à volta da mesa...


os meus seguidores são uns queridos

A última foi esta:

"agri badalhoca da mesa".

:p

domingo, 20 de abril de 2014

sábado, 19 de abril de 2014

confirmo que sou despistada quando...

... chego ao escritório às onze e meia da manhã de hoje e percebo que a impressora ficou ligada na 5.ª feira.

Quem foi a última a sair, quem foi?

Andei a passear durante a semana e o trabalho tem de aparecer. Ai se tem.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

constatações e factos

Sempre achei que ela tinha pouca estabilidade, que não dava segurança para grandes aventuras e que o melhor era nem tentar, sob pena de ficar estatelada no chão, com vidros espetados por todo o lado.
 
Não abanou, não nada. Manteve-se inteira e estática. Surpreendeu-me.
 
Parece que aquela mesa de cozinha foi uma boa compra.

E eu que andava com ideias de a substituir...

terça-feira, 15 de abril de 2014

gosto e não gosto

Gosto do cheiro dele nos meus lençóis.

Não gosto quando ele não está nos meus lençóis.

terça-feira, 8 de abril de 2014

gosto desta série

Não podiam ter escolhido outro para morrer?

Pois, resolveram um problema ao governador Florrick...


The Good Wife

segunda-feira, 7 de abril de 2014

eu e as páginas do facebook dos blogs que sigo

Eu vou lá, espreito, não faço "gosto" e não comento.

Porquê?

Porque há amigos meus que fazem gosto em algumas dessas páginas e eu sei lá se lhes dá para ir ler comentários, ver perfis, cair neste blog, juntar um mais um e perceber que, provavelmente, agridoce e eu somos a mesma pessoa...

eu e os filhos dos outros

Ontem, quando liguei à mãe da Nana, a pirralha olhou para o telemóvel, viu a minha fotografia e disse: "É a agridoce. Eu gosto da agridoce!" Já devia estar com um pressentimento de que lhe levava chocolates...
 
A Nana anda agora com a mania de a tudo responder "Hã?" Às tantas, eu disse-lhe "Lã não, cabelo!". A partir daí, de cada vez que alguém dizia "hã?", a cachopa respondia "É cabelo!"...
 
Acho que não fui uma boa influência...

domingo, 6 de abril de 2014

é que ainda não li nada de novo

Deixaram cá em casa estes três livros. 






Nada de novo.

E acabei de me lembrar de uma tarde, em que em casa da irmã de uma amiga minha, eu e outra amiga reparámos que na estante havia uns livros de sexo. Ora curiosas como somos, discretamente agarramos nos livros. Giro, giro foi chegar à parte das posições e murmurarmos "Done!", "Mais uma."

Olhámos uma para a outra, gargalhada e eu só lhe disse "Não quero saber e tu também não!". 


quinta-feira, 3 de abril de 2014

tal e qual

Revi-me em cada palavra deste post.

Foi uma das melhores decisões da minha vida. Disso não tenho qualquer dúvida!

coisas que eu gosto


querido diário # não sei...

Saltos altos: missão impossível.
 
Não gosto de me sentir mais alta do que toda a gente. Mesmo que sejam uns míseros 5 cm.
 
Não sei como é que há gajas que se aguentam o dia todo em cima de uns 8/10 cm... Eu matava-me, partia uma perna, mais um braço, whatever.

Post perfeitamente fútil, eu sei!

quarta-feira, 2 de abril de 2014

segunda-feira, 31 de março de 2014

era isto que eu dizia há um ano atrás e estou a sentir na pele quando carrego no simular

O ano passado andava tudo assustado a pensar que ia pagar IRS em 2014... 

Depende.

Menos reembolso, sim. Apesar de saber que isto (me) ia acontecer, ainda estou a olhar para a simulação...

Sei que ainda dá para aumentar o valor do reembolso mas... só paguei uma prestação de propinas, juros do empréstimo já estão... Onde é que tenho margem? Nas despesas de saúde. Portanto, a minha declaração não segue hoje porque ainda vou dar (mais) uma volta às gavetas e encontrar umas facturas da farmácia. 

Digo eu cheia de esperança.

programa para esta noite

Ir lavar a louça e arrumar a cozinha.

Embora o prazo inicie amanhã, parece que já dá para submeter a declaração de IRS. Vamos ver se não me assusto...

EU TENHO DE ENCONTRAR MAIS DESPESAS DE SAÚDE... AI TENHO, TENHO!! 

sábado, 29 de março de 2014

Silence 4, Pavilhão Multiusos de Guimarães, março 2014.
 
De repente, senti-me recuar uns anos e dei por mim no antigo espaço da Feira de Março, em Aveiro, em 1998, nos concertos da Semana do Caloiro.
 
E ali estava eu, a reviver o passado, num concerto repleto de emoções.
 
Passados estes anos, há amizade construídas em Aveiro que se mantêm bem sólidas na minha vida. E a companhia de sábado é uma dessas. 16 anos depois, as duas a recordar memórias de outro tempos, com a certeza que não somos as mesmas pessoas, porque crescemos, vivemos, levamos pontapés da vida (e não só), mas fomos capazes de gerir as diferenças e manter a amizade.
 
Ontem a descer da Senhora da Penha ao centro de Guimarães, era esta a nossa conversa. Outras amizades houve... Essas o vento levou-as. Sem mágoas, sem rancor. Porque a vida é mesmo assim.
 
 

sexta-feira, 28 de março de 2014

este fim de semana

Parece que, finalmente, o relógio da cozinha vai estar certo.

Não gosto muito desta mudança da hora, apenas porque me rouba uma hora de sono...

Aquela hora de sono vai fazer-me muita diferença... Vai, vai.

Amanhã, cidade berço. 



quinta-feira, 27 de março de 2014

pensava eu que não andava (muito) bem da cabeça

Hoje, agi amiga, frequentadora assídua do palácio:

- Olha lá, desde quando é que aquela parede tem aquela cor?

- Desde a outra vida...

- Ahhh... 'Tá bem.

Toda queimadinha...

hoje é porque é 5.ª feira

Tenho sono, não me apetece trabalhar... Quero ir para casa.

Ah! E está frio...

terça-feira, 25 de março de 2014

firmware e o caraças

Depois de ontem a coisa não ter corrido, resolvi que hoje voltava a tentar.

Por enquanto, ainda funciona...

segunda-feira, 24 de março de 2014

acho que tive uma ideia de merda...

O meu telemóvel está ligado ao pc a fazer uma actualização de firmware... Está para ali há mais de 10 minutos com o android a dizer "downloading... Do not turn off target!!".

Como fiz tudo a falar ao telefone, não me lembro do que li, mas parece-me que foi qualquer coisa do género "poderá demorar mais de 30 minutos." Não sei é o quê. Se calhar é o tempo que eu vou demorar a passar-me e a arranjar um target na parede.

Eu devia era ter posto os meus irmãos a fazer isto. Isso e ouvi-los "eu quando não sei, procuro no google!".

não sei o que se passa, se calhar é por ser segunda feira

Olho para a rua, a chuva cai. Voltou o frio. Aqui estão uns míseros 8,5º...

Só tenho um pensamento: estava tão bem, mas tão bem na minha cama.

sábado, 22 de março de 2014

bolo de laranja inteira

A minha primeira reacção, já há uns anos, foi esta: com casca e tudo? Nada como experimentar.

A receita é daqui.


já está no forno!


Super rápido!

Daqui a pouco o resultado final (se correr bem!) e a receita.

então e o que vais fazer agora?

Hoje vou jantar a casa de uns amigos meus. Ele e eu andámos juntos na escola primária... Parece que foi noutra vida. Já não vivemos lá na terrinha, mas continuamos vizinhos. De uma das minhas varandas vejo o prédio deles.

No dia em que combinámos o jantar, perguntei logo o que levava. Nada. Ontem, sms a informar que estava a pensar levar uma garrafa de vinho. Continuam a insistir para não levar o que quer que seja. 

Mas como sou de ideias fixas...

Vou fazer um bolo!

sexta-feira, 21 de março de 2014

nada a dizer, apenas isto

Esta música dá-me vontade de chorar...


...

Eu sei o que custa. 

Eu sei o que é vir estrada fora, a pensar que vir para casa é doloroso, que significa que o sossego acabou. Não que houvesse discussões, gritos, mas simplesmente porque às vezes era melhor estar sozinha do que acompanhada. Porque o silêncio e o desprezo também magoam.

Eu sei o que é vir para casa, sem vontade nenhuma de o fazer.

Eu sei o que custou admitir  a mim mesma que aquele não era o caminho. Sei que há pessoas que demoram a chegar ao seu limite, que aguentam até mais não, que se matam por dentro... Até ao dia em que, finalmente, ganham coragem.

Eu sei o que aquela pessoa sente. E espero que, um dia, tenha a coragem para seguir o seu caminho e ser feliz. 


e quando ouves a banda e tambores...

... depois de um jogo do SLB, sabendo que do teu palácio à Casa do Benfica são 100m, qual é o pensamento parvo que te passa pela cabeça, agridoce?
 
"Banda? Beeemmm... Está tudo doido nesta terra? Só passaram aos quartos de final. Não se lembram do ano passado, não? Eu lembro e bem. Tudo na mão e..."
 
Acabei de descobrir que era a procissão do Senhor dos Passos, graças ao facebook.
 
Vê-se mesmo que não sou daquela terra.

domingo, 16 de março de 2014

sábado, 15 de março de 2014

o problema...

... não é o meu irmão mais novo fazer hoje anos e serem aqueles todos. Com os dele posso eu bem.

O problema é que se ele faz x, eu farei x + 8 daqui a 2 meses. Esse, sim, é O problema.

sexta-feira, 14 de março de 2014

e já está!

Se hoje tiver corrido tudo bem, significa que, entretanto, vou dar uma volta na minha vida profissional.
 
Lá para meados de abril haverá notícias.

hoje é o tal dia

Estou nervosa.

Pouco, mal se nota...

quinta-feira, 13 de março de 2014

Ai, caraças, pá...

Uma das minhas tias partilhou, no facebook, uma imagem de um dos blogs que eu sigo...

Será que ela lê o blog também? Queres ver que ainda descubro que a minha tia tem um blog?

Ó tia, deixe-se lá de coisas...Que está a assustar a sua sobrinha preferida!

um ano

Parece que faz hoje um ano que o papa é papa.

Há um ano atrás, precisamente, quando a televisão se ligou nesta casa estavam a anunciar quem era o sucessor de Bento. Foi a primeira coisa que eu e o gajo da Zon vimos.

Faz hoje um ano que a casa ficou pronta para me receber: água, electricidade, gás, internet e televisão. 

Há um ano que há caixotes por esvaziar.

Ver se no dia em que faz um ano que cá dormi pela (segunda) primeira vez, tenho tudo arrumado...


quarta-feira, 12 de março de 2014

:)