segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

...

Ontem à tarde, recebi um certo telefonema.
A voz do outro lado era a de quem não estava bem. Mas naquele momento disse "amanhã falamos.". Ainda insisti (defeito, curiosa!) e a resposta foi a mesma. OK. Não deve ser nada de especial. Bem, ainda fiz um filmezito e relativizei a cena.
 
Hoje... O meu filme foi completamente ao lado. E naquela hora apeteceu-me puxar-te para mim, abraçar-te e simplesmente ficar em silêncio. Porque um abraço diz muito mais do que mil palavras. Ontem eu percebi que tu não estavas bem e não consegui dar a volta para falares no momento. Eu entendo que estivesses a digerir a informação. Mas, afinal, eu já estive ao teu lado em situações difíceis...
 
Desculpa estar sempre a dizer-te que exageras, que fazes muitos filmes. Parece que, desta vez, havia motivos para pensares dessa forma.
 
Um dia de cada vez.

5 comentários:

  1. E o teu apoio incondicional vai ser-lhe um bálsamo nas horas mais difíceis!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que nem sempre será possível. Pelo menos fisicamente, graças à distância que nos separa...

      Eliminar
    2. Não desanimes:) tens o telefone sempre à mão:)

      Eliminar
  2. Um dia de cada vez, mas sempre com quem nos faz bem por perto :)

    ResponderEliminar

Cenas que te passaram pela cabeça, quando leste as minhas cenas!!