terça-feira, 19 de agosto de 2014

há 18 anos

a noite estava mais quente do que a de hoje.

ali pela hora do fim de jantar, o telefone tocou. 

hoje faz 18 anos que o meu avô materno morreu.

se fosse vivo, teria 104 anos. sei que, em algumas coisas, via mais à frente do que as pessoas da sua época. noutras era bastante conservador e rígido. morreu vencido pela doença.

hoje: saudade, sorrisos provocados pelas memórias que vivem em mim. agridoce o dia, portanto.

6 comentários:

Cenas que te passaram pela cabeça, quando leste as minhas cenas!!