terça-feira, 5 de agosto de 2014

sou do tempo em que (n)as noites de agosto...

mesmo com as janelas abertas, não havia corrente de ar.

o chão da varanda da casa dos meus pais escaldava de tão quente que estava.

queríamos dormir, mas o calor era tanto que não se aguentava.

dormia todas as noites com a janela aberta.

as luzes estavam todas desligadas para não fazerem (mais) calor.

são frescas e tenho de fechar as portas porque me arrepio, com a corrente de ar.

o lençol e a colcha ainda ficam na cama e não vão parar ao chão.

a mantinha está aqui ao lado no sofá e, ontem, por exemplo, soube bem.

durmo com a janela do quarto fechada.

no meu tempo não era nada assim...




6 comentários:

Cenas que te passaram pela cabeça, quando leste as minhas cenas!!