sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

dos amigos secretos

há um grupo restrito de pessoas com quem me dou melhor lá na Escola. é assim em todos os lados.

ontem fizemos o nosso jantar de natal. 

no sorteio do amigo secreto saiu-me ela, a pessoa com quem me dou melhor, a que, além de colega, é mesmo amiga. aliás, é ela a companhia para Barcelona. :) 

o mais delicioso destas semanas de pistas e surpresas para o amigo secreto,  é que nunca desconfiou de mim. nunca. ontem, já no jantar, continuava a insistir numa outra colega nossa.

até lhe vieram as lágrimas aos olhos quando me virei para ela, de prenda na mão, e disse "como é que tu nunca desconfiaste de mim?". as pistas estavam todas lá, mas foi bem despistada! 

valeu a pena, isto do amigo secreto. há laços reforçados. há amizade, além do trabalho.

tivemos a confirmação ontem

fosse para onde fosse, irmos juntas já ninguém nos tirava.

parece que é barcelona.

oh, que chato.

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

eu e a inquilina #2


a gaja dormiu cá de domingo para segunda. disse-me que ainda ia passar no shopping para fazer umas compras de natal. no gozo disse-lhe para trazer para cima para mostrar.

aparece-me a gaja com a mala dela e sacos, mais sacos, saquinhos, sacos... bem, alguns sacos e o sua mala de viagem.

ontem à noite ligou-me para contar o que se passou quando saiu de casa.

andava a senhora a limpar o prédio... a gaja sai de casa com aquela tralha toda, senhora da limpeza em estado "de onde é que tu saíste?!", ganha coragem e "olhe lá menina, é cá do prédio?". o que é que a gaja responde?? "mais ou menos!". diz que a outra ficou sem reacção, até que a inquilina fez o favor de explicar o mais ou menos.

"sabe como é menina, a gente ouve cada coisa..."

ainda se tivesse cara de ladra... ;)

domingo, 4 de dezembro de 2016

gostei de o ver...

sabem aquelas pessoas que não são família, mas são mais do que alguns da própria família?

hoje foi dia de almoçarada em casa de família do coração. 

gostei de o ver. parece mais feliz, mais solto, mais alegre, mais sorridente, mais tudo do que quando era casado. 

as coisas não têm sido fáceis para ele desde que decidiu viver a vida dele, independentemente do resto.

pelas circunstâncias, não estava mesmo à espera de o ver hoje. gostei de o ver. mesmo.


quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

uma pessoa nunca está descansada

ontem no ginásio (sim, deu-me para isto agora!), eu na bicicleta descansada da vida... passa um gajo que também lá anda (como é óbvio), pára e:

- olha, tu não és filha do fulano tal, da aldeia xpto?

- sim...

- e és prima da fulana tal, não és?

- sou... (mas quem és tu? eu conheço-te? hummm... ) realmente, a tua cara não me é estranha...

e o diálogo prosseguiu.

conclusão: o dito gajo é da aldeia do meu pai, deve ter andado comigo na escola (sim, não dei parte de fraca!) e diz que me tirou pela pinta já num outro dia.

ver se descubro quem é o gajo. com menos 20 anos em cima se calhar nem precisava de perguntar a ninguém...

enquanto isto tudo acontecia, aparece a mulher do dono do ginásio, que também é da minha terrinha. por acaso é irmã de um ex namorado. 

acho que este distrito está a ficar muito pequeno...